Saturday, April 30, 2016

CONVERSA COM ELEITORA

Quando eu vejo essa arenga para botar Dilma para fora da Presidência da República, cuja raiva e ambição parecem comprometer a boa intenção, eu só me lembro de uma eleitora que me disse que nunca mais votaria em ninguém.
Indagada por que, respondeu: - Eu nunca acertei um voto. Toda vez que votei, votei errado. Porque nenhum candidato que ganhou, prestou, e todos que perderam não prestavam.
Facultativo Abraço!

Sosígenes Bittencourt 

Friday, April 29, 2016

VEREADOR EDMO NEVES

Professor Edmo Neves sugere bilhete único para o transporte urbano de Vitória

Para facilitar o deslocamento dos moradores que usam o transporte público de passageiros em Vitória de Santo Antão, o Professor Edmo Neves (PMN) propôs a criação de um sistema de integração com bilhete único. A sugestão foi protocolada na casa por meio do Requerimento n° 477/2016, aprovada pelos vereadores presentes na sessão do último dia 28 de abril.
“Temos recebido diversas reclamações de usuários do serviço de transporte coletivo urbano, no sentido de que de um bairro para o outro de nossa cidade implica no pagamento de até quatro passagens, onerando sobremaneira o orçamento do vitoriense que anda de ônibus dentro da nossa cidade”, explicou Neves.
Por exemplo, a passagem para quem usa a linha Água Branca, da empresa SP Bus custa R$2,25. O morador que sai do bairro e vem pro Centro da cidade, onde precisaria pagar outra passagem para seguir em outro coletivo até o bairro do Iraque. Com a proposta do Professor Edmo, haveria uma integração entre as linhas com o pagamento de uma única tarifa.
Além da criação da integração com bilhete único entre as linhas existentes, o requerimento do Professor Edmo é direcionado à Agência Municipal de Trânsito – AGETRAN - orienta ainda que é preciso que aconteça uma melhoria na qualidade dos ônibus que são disponibilizados na frota usada no município, bem como a ampliação das linhas, passando a atender a uma quantidade maior de localidade e pessoas.
Dá Certo – Na Região Metropolitana do Recife este sistema vem dando certo desde 1985. Há pouco mais de 30 anos a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU, empresa que foi substituída pelo atual Grande Recife Consórcio de Transportes) implantou uma nova concepção operacional e tarifária para o Sistema.
A intenção do Professor é de implantar um sistema semelhante ao da capital pernambucana, onde as linhas são interligadas por meio de Terminais de Integração, o que possibilita uma multiplicidade de ligações de origem-destino e permitem ao usuário a troca de linha sem pagar nova tarifa. 
“Em Vitória poderíamos começar com uma integração apenas no Centro, próximo ao Pátio de Eventos Otoni Rodrigues, que interligaria os bairros com o pagamento de uma passagem só”, destacou Edmo Neves.


Thursday, April 28, 2016

MENTIRAS ESPETACULARES

A minha geração sempre foi alvo de duas mentiras espetaculares: O Brasil é o país do futuro, e o mundo vai se acabar. O “futuro” seria a “prosperidade”, e o mundo iria ser engolido por uma coivara de fogo, ou inundado por um gigantesco maremoto. O futuro não chegou, o mundo não se acabou, e a gente se acabando.

Sosígenes Bittencourt 

MORTE DE JOSÉ MARQUES DE SENA

Até mais tarde, Zé Marques. Agora, és detentor de um segredo só a ti revelado. Tu foste como nós somos e amanhã seremos como tu és.
Segue-se o mistério profundo, nunca mais retornarás a este mundo.
Requiescat in Pace!

Sosígenes Bittencourt

Wednesday, April 27, 2016

MORTE DE JOSÉ MARQUES DE SENA

Hoje, tem recepção lá no céu. Desencarnou José Marques de Sena. Parece que estou vendo. São os meninos do Clube dos Motoristas O Cisne vendo Zé Marques chegar à Eternidade. Euclides Nery de Oliveira, Moab Pacheco Henriques, Jodalvo Sampaio Couto, Javan Ageu de Lima, Sitonho do Posto, Zeca de Abelardo, Braz do Trânsito e Henrique Rodrigues de Lima. Claro que não é dia de tristeza. O frevo é Garota de Amarelo e Preto, de José Marques de Sena, com direito a assobio de requinta, elixir canavial com guisado de bode, chuva de confete e bailado de serpentina. Vem um Pierrot e faz uma delicadeza para Colombina.
O poeta norte-americano Walt Whitman dizia que “morrer não é tão triste como se imagina e até mais feliz.”
Até mais tarde, Zé Marques. Agora, és detentor de um segredo só a ti revelado. Tu foste como nós somos e amanhã seremos como tu és.
Segue-se o mistério profundo, nunca mais retornarás a este mundo.
Requiescat in Pace!

Sosígenes Bittencourt

VEREADOR EDMO NEVES

Professor Edmo apresenta requerimentos para os estudantes do municípioAções beneficiam os alunos e escolas de Redenção e do Cajá
Angustiados com a escuridão na rua O, em Redenção, alguns moradores do bairro procuraram o Professor Edmo Neves nas rede sociais para que ele notificasse oficialmente a Prefeitura e cobrasse uma solução.
Entre os pedidos, destaca-se o de Augusto França: “Por favor, interceda por nós de Redenção. Vários chamados foram abertos na secretaria de serviços públicos e nada é feito. Uma rua cujo tráfego de alunos para uma escola é intenso está sem iluminação por uma lâmpada quebrada que ainda não foi reposta. Para amenizar a situação, coloquei uma luz do lado de fora de minha casa para iluminar a passagem dos alunos”.
O vereador já protocolou o requerimento n°469/2016 na Câmara, que deverá ser votado nesta quinta- feira (28/04). No documento, a prefeitura é novamente notificada e cobrada de resolver o problema que põe em risco a segurança dos moradores. “O que é agravado por ser esta uma via de acesso aos estudantes da Escola Estadual Madre Lucila Magalhães. A falta de iluminação implica não só em problemas de segurança pública, como também na acessibilidade e infraestrutura do local”, justificou Professor Edmo.
Amélia Coelho – Outro requerimento foi protocolado também para sugerir uma ação que pode evitar acidentes com estudantes no município. O requerimento nº 468/2016 solicita a poda de árvores no entorno do Colégio Amélia Coelho, no bairro do Cajá.
Além de prevenir a queda de galhos em cima dos alunos e de quem estiver passando pelo local, Edmo Neves alega que: “a poda periódica e botanicamente correta de galhos é essencial para evitar acidentes, principalmente, principalmente o contato dos fios com a rede elétrica, que pode levar a interrupção do serviço”.


Sunday, April 24, 2016

FÉ E A CURIOSIDADE DAS CRIANÇAS

Leiam, com serenidade, e reflitam sobre este texto:
"Ter fé é fechar os olhos e atirar-se nos braços de Deus...
Assim como a criança faz, quando dizemos: pule!
E ela se joga confiante, pois crê que será amparada...
Faça assim, jogue-se, com confiança, nos braços de Deus..."
Minha indagação é a seguinte: Por que as crianças são tão curiosas, e os adultos aprendem tão pouco com a curiosidade que tinham?
O que posso deduzir é que a vida é um DESAFIO À FÉ. A Fé é uma Virtude Infusa ou Teologal, ou seja, todos nós nascemos com ela, porém ameaçados de perdê-la. 
Sosígenes Bittencourt

Saturday, April 23, 2016

ROMEU E JULIETA - PAIXÃO DE CURTA DURAÇÃO

Romeu e Julieta se apaixonaram no domingo à noite, se casaram na terça-feira, mantiveram uma relação sexual e se mataram na quinta-feira de manhã. Não deu tempo para saber se foi amor. Mas, deu para saber que foi uma paixão. A tragédia foi a comprovação.
Romeu Montecchio foi ver Rosaline, na festa da família Capuleto, inimigos históricos de sua família. Por isso, penetrou disfarçado. Quando viu Julieta Capuleto, parecia nunca ter visto Rosaline. Eis o início da tragédia Shakespeariana.

Sosígenes Bittencourt

ASSEJUR TRAZ EXAME DE PRÓSTATA PARA VITÓRIA

Moradores de Vitória de Santo Antão, na Mata Sul, a 50 quilômetros do Recife, vão ter acesso a exames de próstata de graça. Uma unidade móvel do Sesi vem a cidade, em parceria com o Projeto Assejur Mais Saúde, da Associação do Setor Jurídico (Assejur). Seiscentos homens serão atendidos com ultrassom da próstata durante quatro dias.
Os atendimentos serão sempre a partir das 8h da manhã, nos dias 25, 26, 27 e 28 na quadra do Colégio Projeção – Rua Demócrito Cavalcanti, no bairro do Livramento. A cada dia 150 homens serão atendidos. Quando algo suspeito aparecer no exame de ultrassom, os homens são automaticamente levados a fazer um exame de sangue complementar, chamado de PSA, que ajuda no diagnóstico.
A iniciativa é da Assejur, de acordo com a dirigente da Associação, a advogada Thais Xavier, desde 2013 são desenvolvidas ações de combate ao câncer. No início deste ano cerca de 600 mulheres puderam fazer mamografias, em uma unidade móvel itinerante que percorreu alguns bairros da cidade.
“A Assejur tem atuação voltada, principalmente, para a cidadania, assistência social e jurídica. Mas diante da grave situação em que se encontra a saúde pública no país, nos engajamos na busca de iniciativa que promovessem a prevenção, são ações que acontecem desde 2013” explicou Xavier.
Para o Sesi, o investimento em ações preventivas de saúde é uma forma de evitar que o trabalhador adoeça de forma mais frequente. "No caso desta ação, o objetivo é diagnosticar a doença no estágio inicial, em que as chances de cura são maiores. A atenção à saúde do trabalhador é compromisso do SESI/PE", diz o diretor regional da entidade, Jorge Côrte Real.
Os resultados dos exames vão vir para Vitória e serão entregues de forma sistêmica e individualmente a cada pessoa que passar pelo exame.
A ASSEJUR é uma associação civil sem fins econômicos fundada em 2010. Ela tem entre os seus associados psicólogos, assistentes sociais e advogados que prestam serviços gratuitos aos moradores de Vitória de Santo Antão. O programa “+Saúde” da Assejur se propõe a disseminar fortemente a informações sobre a prevenção das diversas formas do câncer, principalmente de próstata e mama.  
SERVIÇO:
Exames de próstata gratuitos em Vitória de Santo Antão
Onde: Quadro do Colégio Projeção – Rua Demócrito Cavalcanti – Livramento
Quando: 25, 26, 27 e 28 de abril a partir das 8h
Realização: Sesi e Assejur


Wednesday, April 20, 2016

ESSE CARA É ROBERTO CARLOS

Se um dia eu for atacado de amnésia, 
ponham Roberto Carlos para cantar, 
e eu recobrarei a memória.

Sosígenes Bittencourt

Tuesday, April 19, 2016

DIA DO ÍNDIO

O índio não lambuza o rio, porque o rio é um deus.
Cara pálida polui o rio, porque não crê em Deus.
Sosígenes Bittencourt

VEREADOR EDMO NEVES

VITÓRIA AVANÇA NAS ESTRADAS RURAIS DO MUNICÍPIO
No domingo (17/04/16) o Professor Edmo neves e o empresário Zé da Juliana, foram verificar as condições das estradas rurais que ligam a sede do município às comunidades agrícolas de Vitória de Santo Antão.  A dupla fez um percurso que começou na região de Natuba e foi até as proximidades da Usina JB.
“Depois das primeiras chuvas dessa estação e com a falta de manutenção que já é comum, verificamos que as estradas estão ótimas para a prática de ralis, mas péssimas para o deslocamento das pessoas e escoamento da produção agrícola, que é a real finalidade delas”, constatou o Professor Edmo Neves.
Professor Edmo e Zé da Juliana aproveitaram para visitar algumas comunidades. No engenho Mocotó, onde nasceu o empresário e existe a principal produção de alimentos orgânicos de Vitória, os moradores puderam fazer relatos das dificuldades que enfrentam por causa das estradas, e que afetam as áreas da educação e da saúde, por exemplo. Isso porque os veículos chegam e saem com dificuldade nessas localidades.
Foi muito bom trazer Edmo ao local onde me criei e de onde saiu a minha história. Pude apresenta-lo pessoalmente à alguns amigos meus quem é o Professor e como é o trabalho dele na Câmara de Vereadores de Vitória. Conversamos bastante sobre o futuro da nossa cidade”, comentou o empresário.
“Conhecemos gente nova e revemos muitos amigos. É bom ouvir as pessoas, saber das suas necessidades imediatas e ver a alegria no rosto deles ao nos receber, disse o Professor.
Na ocasião, Edmo verificou que muita gente continua com o grave problema de falta de comunicação. As operadoras de telefonia móvel não funcionam em boa parte da zona rural de Vitória e as e os moradores daquela região tem limitações no direito a informação e comunicação. Em 2015, ele apresentou diversos requerimentos (n° 380/2015, 512/2005, 513/2005, 514/2005, 515/2005) na Casa Diogo de Braga cobrando das principais operadores de telefonia móvel a melhoria no serviço prestado, bem como da Oi a instalação e manutenção de telefones públicos (orelhões).

Monday, April 18, 2016

TENTAÇÃO E PROVAÇÃO

Tentação e Provação requerem resistência. 
Tentação é sedução, e Provação é castigo.
Tentação requer resistência para não ceder à sedução.
Provação requer resistência para suportar o castigo.
Ninguém quer reconhecer que tem uma parcela de culpa e, 
por isso, um saldo de padecimento.
Sosígenes Bittencourt


Thursday, April 14, 2016

ANOITECERES

ANOITECERES

Anoitece em Vitória. Anoiteço em Vitória.
Sou figura noturnal, viajante do ocaso,
sonhador como o crepúsculo vespertino,
morto de saudade como o final.
De olhos vendados, conheço o cheiro dos bairros,
dos becos, do meio do mato de minha cidade natal.
O cheiro de fumaça, de chuva, de mingau.
Sou todo olfato e lembrança. Conheço os trejeitos do meu lugar,
os cabelos perfumados, os enxerimentos, o flerte e o gozo.
Minha cidade é todinha uma mulher.
Chamar-se-ia Vitória das Marias, Maria das Vitórias, tal como é.

Anoitece em Vitória. Anoiteço em Vitória.
Saio para passear, impregnado dos prazeres noturnos,
das eras do meu tempo, que me viciam e me saciam.
Minha cidade muda todo dia, mas não muda o meu sentimento,
o fascínio elaborado pela memória,
como quem ama o que odeia e odeia o que ama,
num jogo de perde e ganha.

Anoitece em Vitória. Sobretudo, anoiteço em Vitória.
Enlouqueço em Vitória. Porque ninguém entende o que em nós
nem conseguimos explicar.
Vitória, meu berço e minha tumba.
Minha alma noctívaga vai enredando sua história.
O acaso me espreita, a surpresa me seduz,
sua bruma, sua luz.
Alucinações e desejos, rimas em ‘ina’,
adrenalina, serotonina, dopamina.
Ah! Vitória, dos meus idos e vindas de menino, minha menina!


Sosígenes Bittencourt

VEREADOR EDMO NEVES

Edmo Neves denuncia problemas no Lixão de Vitória
O vereador de Vitória de Santo Antão (Mata Sul a 50 KM do Recife) Professor Edmo Neves (PMN) constatou graves problemas no lixão do município. O parlamentar fez algumas visitas ao local e contratou um veículo aéreo não tripulado, conhecido popularmente como Drone, para produzir imagens que mostrem a real situação do local.
“É uma tecnologia simples e que pode ser mais bem aproveitada no nosso município que só para fazer imagens de shows e festas, como costumava acontecer em Vitória. Nós já mostramos como o drone é eficiente para mapear problemas quando o aparelho para fazer o mapeamento da dengue em alguns bairros da nossa cidade”, explicou o Professor Edmo.
Sobrevoando o lixão foi possível ver barracos com famílias morando por lá, inclusive crianças vivendo no lixão, convivendo com animais e insetos de dia e de noite. Os catadores não usam equipamento de proteção e são submetidos a todo o tipo de adversidades e correm o risco de se acidentarem ou se contaminarem.
Ainda foi verificada a prática de queimadas e o mais grave a drenagem do chorume - um líquido contaminado, resultado do apodrecimento de matérias orgânicas – que escorre livremente sendo drenando para o subsolo e contaminando a água. O vídeo com os problemas do lixão está disponível, desde esta segunda-feira na Fan Page do Professor Edmo (facebook.com/Professor.Edmo.Neves).
RESULTADOS - O vídeo feito a partir das imagens captadas com o drone que mostrou vários focos de reprodução do mosquito, inclusive com destaque a um dos prédios da Prefeitura com milhares de pneus expostos à chuva, surtiu muito efeito. Depois que ele foi publicado no perfil do professor Edmo, no Facebook, rendeu mais de 164 mil visualizações e 640 compartilhamentos.  O vídeo gerou também a curiosidade de veículos de comunicação da capital, como a TV Jornal, a TV Globo, a rádio CBN, o Diario de Pernambuco e o Jornal do Commercio que produziram reportagens do problema que apresentamos.  “Acreditamos que depois de tamanha repercussão a prefeitura não iria continuar na inercia que estava com relação ao combate aos focos do mosquito Aedes Aegypti. Tanto que só depois da nossa iniciativa é que começaram alguns mutirões isolados em algumas comunidades”, comemorou o Professor Edmo Neves.

Tuesday, April 12, 2016

O AZAR DE SHOKO E O FIM DO MUNDO

Desde que vim ao mundo que eu ouço dizer que o mundo vai se acabar, e eu me acabando.
Um dos profetas do fim do mundo chama-se Shoko Asahara, um cidadão condenado à Pena de Morte, no Japão, mais parecido com um truculento assassino do que um profeta divino. Azar de Shoko, que o mundo não acaba no mal desejado, e ele termina assassinado.
Shoko diz que o mundo irá se acabar numa Terceira Guerra Mundial. Ou seja, Asahara vive azarando o mundo. Esquece-se de que já estamos em guerra desde o fim da Segunda Guerra Mundial. Porém, apressado para comprovar seu desejo, espalhou um gás tóxico num metrô, em Tóquio, em março de 1995, que matou 13 pessoas, deixando outras centenas marcadas para o resto dos dias.
Meio doido, Shoko chocou o mundo ao revelar-se a mistura de Jesus e Buda, simultaneamente, numa salada em que envolve um representante de uma religião teológica e um ícone de uma religião sapiencial.
No mundo, ninguém aceita a seita de Shoko, a Aum Shinrikyo, chamada Verdade Suprema, por causa de sua maldade extrema.  
Apesar de pensarem que a seita de Shoko havia murchado no Japão, ela infla-se agora na Rússia e em Montenegro, aterrorizando novamente o mundo.
No mundo, há muitos “shokos” desejando o fim do mundo. Mas, só não acabam com o mundo porque o mundo não deixa. 
Desde que vim ao mundo que eu ouço dizer que o mundo vai se acabar, e eu me acabando.
Escatológico abraço!
Sosígenes Bittencourt

FRAGMENTOS

Forte Forte não é quem bate, mas quem defende.
Rico não é quem tem, mas quem ajuda.
Inteligente não é quem humilha, mas quem ensina.
Sosígenes Bittencourt


Friday, April 08, 2016

A TAL DA CHIKUNGUNYA OU CA-TOLO-TOLO

Quem contraiu a tal da Chikungunya sabe o que é bom pra tosse. Outro dia, o meu irmão me contou que, se quiser chorar, pode chorar, porque motivo tem de sobra.
O arbovírus viaja na barriga do aedes aegypti e é inoculado no sangue dos humanos através da picadura da fêmea, a Odiosa do Egito. É mole? Não se sabe como danado esse maléfico veio bater aqui, instalando-se desde 2010, imigrando da África e da Ásia, enguiçando o mundaréu d’água dos Oceanos.
Diz que o período de incubação é de 4 a 7 dias, mas os sintomas podem durar 1 ano. Ela ataca as articulações e é inimiga da escrita, deixando a vítima sem poder assinar o nome. Dói até a fisionomia retratada na parede. 
O primeiro surto da infeliz deu-se em 1953, lá na Tanzânia. O significado de Chikungunya é semelhante ao que faz a indesejada com o indivíduo que a contrai: “ficar envergado ou contorcido”. E pode ser chamada, também, de ca-tolo-tolo, como se fizesse o ser humano de idiota. Catolotolo quer dizer “todo alquebrado”. 
Esse vetor de doenças perigosas é mesmo uma espécie de “praga do Egito”. Outro dia, eu vi um infectologista, com a cara na televisão, dizendo que lá no norte do Brasil, há mais duas doenças que ele pode transmitir e espalhar centro-oeste abaixo: Mayaro e Oropouche. Tem jeito? É mais aprendizado e sofrimento. Valha-nos, Deus!
Desinfectado abraço!
Sosígenes Bittencourt


DESABAFO

Às vezes, é preciso dar uma de doido para perceberem que você é normal. É a única forma de manter o equilíbrio, ser você mesmo, ser original, deixar de se sentir um quadrúpede numa manada que só faz o que determinam, só diz o que querem ouvir. 
Às vezes, ser sinceramente louco é a única forma de preservar a saúde mental em meio a uma sociedade padronizadamente doente.
Falar a verdade sempre foi minha salvação e minha danação.
Sincero abraço!

Sosígenes Bittencourt

Wednesday, April 06, 2016

ENTREVISTADO NA RUA

Andando pela rua, acenderam uma câmera no meu rosto, me fazendo empunhar um microfone para responder a algumas perguntas.
O entrevistador: - Professor, o que o senhor acha dos aluguéis na cidade. O comerciante não pode pagar e aí fica sem poder manter o seu negócio.
Eu: - Vamos começar pela Recessão Técnica de que falam os economistas. A indústria desemprega porque o comércio não está podendo comprar porque não está vendendo. Consequência: desemprego. Aí, a indústria desemprega e o comércio também. Desempregado não compra. Este círculo é concêntrico e difícil de reverter, a tendência é crescer.
O entrevistador: - Mas, é por causa da crise?
Eu: - Olha, crise não é mudança, é desadaptação a mudança. O Brasil sempre foi governado por políticos, quando precisava ser governado por um estadista. Porque o estadista pensa no futuro da nação, e o político pensa na próxima eleição. Então, falta prevenção, o Brasil nunca foi governado para receber o futuro, mantendo-se eternamente desadaptado às mudanças. Esse Brasil de hoje, teria que ter sido pensado há 50 anos.
Mas, voltemos à pergunta inicial. Aluguel, quem faz o preço é o dono, e quem paga, ou não, é o pretendente ou inquilino. Quem manda na Economia são o capitalista e o consumidor. Se você tem uma montanha de tomate e quer vender pelos olhos da cara, só quem pode fazer você baixar de preço é o consumidor. Como? Não comprando o seu tomate. Economia é a coisa mais volátil do mundo. Ninguém é capaz, de fora, de regular a economia. Ninguém dá ordem. Ela se auto(r)regula. (Olho na Reforma Ortográfica).
Quando o Político namora a Economia, o resultado é Corrupção. O capitalista banca a candidatura para poder sonegar imposto, usufruir de benesses fiscais. Aí, o político pega o apoio financeiro do capitalista e compra o voto do consumidor. Depois, o consumidor fica sem saber por que não tem direito a Saúde, Educação, Segurança, etc... Porque o político não quer servir, quer servir-se, ele só queria o poder, e conseguiu facilmente. Ele é o político self-service. Depois, fica todo mundo chorando, esperneando, sem saber o que fazer. Alguns capitalistas sobrevivem, e o resto quebra, e o consumidor não tem como melhorar de vida, resvalando para a orla da pobreza. Ou eu estou enganado?
Sosígenes Bittencourt

Monday, April 04, 2016

TORCIDAS ORGANIZADAS LAMBUZAM O DOMINGO

Torcidas organizadas para brigar lambuzaram de sangue o domingo em São Paulo. Eram os obscuros da Mancha Verde e as rapinas da Gaviões da Fiel. São vândalos que destilam ódio desorganizadamente. O ódio desorganizado não tem direção e termina atingindo sem o crivo da razão. A quem odeiam, os corintianos e palmeirenses? Afinal, os seus clubes são abstrações, não existem fisicamente, existindo, na realidade, pessoas humanas que nada mais são do que semelhantes. Quando um palmeirense atira um rojão num corintiano, ou vice-versa, não são aos clubes que ferem, mas a eles mesmos. A bandeira do clube não tem vida, não jorra sangue, não morre. Enfim, quem perdeu a vida foi um cidadão que não tinha nada a ver com a confusão.
Portanto, briga encarniçada entre torcedores de futebol chama-se vandalismo d’alma, ódio desorganizado. Porque sentem ódio e não sabem lidar com esse sentimento inevitável, convertendo-o em prática criminosa.
É o animal humano que, com raiva da esposa, chuta a cabeça do cãozinho; o usuário do coletivo que, com raiva do aumento das passagens de ônibus, queima a barraca de jornal. E quando o fazem, coletivamente, é porque temem fazê-lo sozinho, escondendo-se no anonimato da multidão ensandecida. São impiedosamente covardes!
Ensanguentado abraço!
Sosígenes Bittencourt

Saturday, April 02, 2016

RECORDAR É VIVER - NO TEMPO DE EU MENINO

(A Cascatinha da Matriz e Manoelzinho de Horácio)

Papai me contava e mamãe assevera que quem construiu essa praça, chamada Dom Luis de Brito, foi Horácio de Barros, pai de Manoelzinho Rangel. Depois, diz que Horácio de Barros não foi à inauguração da obra, porque estava acometido de Tifo. Assistiu ao evento, debruçado na janela de sua casa, na Rua Imperial, popularmente conhecida como Rua do Meio.
Era nessa Cascatinha que Manoelzinho de Horácio tomava cachaça com caramelo de menta, contava piada, soltava lorota e empulhava o mundo.
Manoelzinho de Horácio partiu para a Eternidade aos 73 anos, já faz algum tempo. Ele contava que o médico que lhe tirou o baço e garantiu-lhe um ano de existência morreu primeiro.
Certa vez, Manoelzinho de Horácio me contou que fez um frio tão grande em Vitória de Santo Antão que o Leão Coroado, na frente da Estação Ferroviária, saiu do monumento e foi se esconder dentro de uma barbearia do outro lado da Praça.
Manoelzinho de Horácio era jogador de futebol. Diz que, um dia, ele foi bater um pênalti, quando o adversário Tenente Índio o ameaçou: - Se fizer o gol, me apanha!
Manoelzinho não teve dúvida, furou o gol e saiu correndo do estádio José da Costa, solto na buraqueira, pelo Dique afora.

Sosígenes Bittencourt