Saturday, February 07, 2009

Estudando Português

VALE-COMPRAS ou VALES-COMPRA
Quando vamos operar com um vocábulo composto, essa "desmontagem" mental pode variar de um falante para o outro, criando-se assim diferentes conseqüências flexionais. Se eu decompuser vale-refeição como [vale uma refeição], terei enxergado aqui uma estrutura [verbo + substantivo] (análoga a "tira-gosto", "quebra-pedra", "porta-estandarte"), que só poderá ser flexionada no substantivo: vale-refeições.
Se, no entanto, eu interpretá-lo como [vale destinado a refeição], terá a estrutura [substantivo + especificador] (análogo a "operário-padrão", "hora-aula"), que só deve ser flexionada no primeiro elemento: vales-refeição.
Sempre que encontrares dúvida ou hesitação na flexão de um composto, podes ter certeza de que isso foi motivado pela possibilidade, naquele determinado caso, de uma dupla interpretação sintática de seus elementos constituintes.
Abraço. Prof. Moreno